terça-feira, 23 de janeiro de 2018

Bate-papo artesanal #4 - O tal do viés

Uma dificuldade recorrente no mundo da costura criativa é o tal do viés. Existe um mundo de vídeos no Youtube ensinando a colocar o viés, porém mesmo assim, muita gente tem dificuldade, e não só as iniciantes na costura.
Você pode assistir duzentos vídeos no Youtube, super bem explicados e que fazem parecer tudo muito fácil. Mas na hora que você senta em frente à máquina e vai lidar com o tal do viés, quase morre e tem vontade de jogar tudo no lixo.
Calma! Respire fundo e não desista.

Afinal, qual o segredo do viés?

Não existe mágica. Eu vou te dar algumas dicas práticas que me ajudaram a dominar o viés.

1. A costura do viés com perfeição, assim como muitas coisas na vida, vem com a prática. Sim, é isso mesmo, não tem milagre. Não adianta assistir milhões de vídeos no Youtube se você não praticar, ou tentar uma ou duas vezes e desistir. Existem várias formas de aplicar o viés numa peça, e você pode testar todas elas pra descobrir qual técnica você acha mais fácil (ou talvez menos terrível, no início). Mas o segredo é praticar. Quanto mais você praticar, menos penoso vai se tornar, até que fique fácil.

2. Não queira fazer uma peça linda-maravilhosa e colocar o viés já de cara, sabendo que você não tem prática e destreza para isso. Você vai se frustrar porque o acabamento não ficou bom e vai comprometer a sua peça. Então minha sugestão é: treine em retalhos que você tem guardados. Ou use aquele tecidinho que você comprou mas não combina com nada e está guardado há anos. Essa também é uma forma de avaliar o seu desempenho e progresso, a cada novo treino.

3. Ao treinar em retalhos, use os mesmos materiais que você vai usar quando realmente for fazer uma peça. “Ai, Vivi, mas é muito desperdício de material. Não posso usar um tecido qualquer, com aquela manta que não uso mais?” Você pode até usar materiais mais baratos para treinar, mas usar algo totalmente diferente do que você usa, vai te deixar boa com esses materiais do treino, e você pode ter outros tipos de dificuldades quando realmente for fazer com o material da peça. Pense sempre nas peças que vai fazer e nas camadas de tecidos e mantas sobre as quais o viés será costurado, e treine no retalho usando os mesmos tipos e camadas de materiais.

4. Comece treinando com o viés pronto, aquele engomado que a gente compra em armarinhos. Mesmo que você não goste da aparência dele, e ache os viés feito de tecido muito mais bonito, vai por mim: comece a treinar com o viés pronto. Exatamente por ser engomado, ele é muito mais fácil de aplicar, especialmente nas curvas, pois toma a forma da peça com facilidade, evitando as temidas preguinhas. Depois que você ficar bem craque com o viés pronto, treine com o viés de tecido.

5. O viés de tecido, que a gente faz em casa, também tem várias formas de fazer e aplicar. É fundamental que você corte as tiras no viés do tecido, ou seja, em ângulo de 45°, para que o resultado fique perfeito nas curvas. Eu testei várias maneiras com o viés de tecido. Usei até mesmo aquele “Faz Viés” que a gente coloca a tira dentro e vai puxando e passando a ferro pra formar as dobras certinhas, como o viés pronto. Mas sinceramente não gostei. Pra mim, o que melhor funciona no viés pronto é cortar as tiras num tamanho que possa dobrá-las ao meio e já fazer a primeira costura com a tira dobrada; assim, ao rebater a costura do outro lado, já está com acabamento na borda e tudo no mesmo tamanho. Também achei que assenta melhor dessa forma, sem fazer as temidas pregas nas curvas. Essa foi a melhor solução para mim. Mas como já disse, aconselho que experimente de várias maneiras pra saber qual é a mais eficiente para você.

Deixo abaixo um pequeno esquema de como faço a colocação do viés feito de tecido. Como meu pé de máquina é de 0,5 cm eu corto a minha tira com 5 cm de largura. Dobrada ela fica com 2,5 cm, o que me dá a medida suficiente para costurar de um lado e rebater do outro. Se o seu pé de máquina for de 0,75 cm, experimente cortar sua tira com 5,5 cm de largura. Essa largura também pode variar conforme a quantidade de tecidos e mantas que vc estiver costurando, pois se a camada for muito grossa, talvez você precise de meio centímetro a mais na largura de sua tira. Isso é variável e você precisará testar.
Note nas imagens, como o viés se amolda facilmente na curva; isso porque o tecido foi cortado em 45°. Se cortar no fio do tecido, não dará certo.



Espero que essas dicas tenham ajudado, ou pelo menos tenham dado ânimo novo para você não desistir!
Me conte nos comentários o que achou, e se vai continuar firme e forte até que o viés se transforme em seu amigo.  :)

Beijos,
Vivi

Um comentário:

Deixe aqui seu recado! :)